Uma Passagem Para O Infinito: Setembro 2015

27/09/2015

I just hate myself because I can't hate you.


Eu me odeio por não ser quem eu queria ser, eu me odeio por não ter auto-estima suficiente pra fazer o que eu quero fazer. Eu me odeio por não ter coragem o suficiente pra admitir.
Eu me odeio por me deixar levar, eu me odeio por conseguir mentir. Eu me odeio por me iludir tanto a ponto de acreditar.
Eu me odeio por não conseguir ser eu mesma, eu me odeio por não conseguir me encontrar.
Eu me odeio por fugir das regras nas horas erradas, mas veja bem, eu não tinha outra saída.
Eu me odeio por não ter coragem, eu me odeio por não querer continuar.
Eu me odeio por me irritar tão fácil, eu me odeio por ter te feito mal.
Eu me odeio por ser orgulhosa, eu odeio saber que sou importante, porque eu não sou a garota que fica, eu sou a garota que foge.
Eu me odeio por criar alter egos, eu me odeio por acreditar neles.
Eu me odeio por não ter razão, e me odeio por ter também.
Eu me odeio por não conseguir me expressar, eu me odeio por não ser capaz de mudar.
Eu me odeio por fazer coisas tão estúpidas, eu odeio a minha voz.
Eu odeio me importar com coisas bobas, eu queria que você se importasse.
Eu me odeio por querer ser a Mia e por querer encontrar um Adam.
Eu me odeio por me sentir mais bonita usando maquiagem e mesmo assim defender que você é bonito do jeito que você é.
Eu me odeio por ficar acordada a madrugada toda, e dormir o dia inteiro.
Eu me odeio por me encontrar em músicas depressivas, e me odeio por saber que elas significam algo.
Eu me odeio por estar aqui, e me odeio por ter que deixar tanta gente pra trás.
Eu me odeio por não conseguir gostar de ninguém, e me odeio por me importar com tanta gente.
Eu me odeio por fazer tudo errado, e me odeio por transformar boas intenções em desastres.
Eu me odeio por não conseguir palavras o suficientes pra dizer o que eu sinto, eu me odeio por não querer que todo mundo saiba disso.
Eu me odeio por falar de mais, eu me odeio por falar de menos.
Eu me odeio por saber que eu posso machucar você e me odeio por saber que eu fiz isso.
Eu me odeio por me odiar, mas eu não posso amar a mim mesma.